Observatório de Áreas Protegidas – OBSERVA
  • Informe Grupo de Estudos – Uso Público

    Publicado em 01/07/2019 às 09:43

    Devido às condições desfavoráveis do tempo a atividade em campo será adiada. A nova data deve ser informada assim que for definida. A chuva impede a realização segura da trilha e também o aproveitamento da atividade.

     


  • Atividades no Bosque em Junho

    Publicado em 28/06/2019 às 17:09

    Mutirão do dia 08/06/2019

    Grupo que participou do mutirão. Foto: Allisson Jhonatan Gomes Castro

    No sábado do dia 08 de junho de 2019 foi feito um mutirão de plantio e manejo na área do bosque do CFH. Essa foi uma ação conjunta entre os estudantes do projeto de recuperação do bosque, a coordenadoria de gestão ambiental (CGA) da UFSC e o grupo de escoteiros Desterro. A faixa etária dos participantes era bem diversa, desde crianças de aproximadamente 7 anos, passando por um grupo de adolescentes até adultos. As atividades começaram às 9:00 horas, com uma conversa sobre a importância do uso do espaço público e sobre a recuperação do bosque, seguida da divisão do grupo em dois, para que fosse possível uma visita pelas diferentes áreas, com diversas paradas para explicar os inúmeros espaços e principalmente para que eles comentassem o que estavam vendo e sentindo nos diferentes locais pelos quais iam passando.

    Após a apresentação do espaço, o grupo foi divido em três partes, respeitando a faixa etária e os interesses, para trabalhar em áreas distintas. A primeira turma trabalhou na recuperação de uma horta mandala, a segunda na revitalização do espaço com plantas medicinais e o terceiro grupo plantou mudas, que foram doadas pela FLORAM (produzidas no viveiro do Monumento Natural Municipal da Lagoa do Peri), no entorno do riacho do bosque. Além da importância de vegetar a beira do curso d’água que passa pelo local, essa é uma das áreas de plantio selecionadas pelo Plano Municipal de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica da prefeitura de Florianópolis, que busca atuar de forma ativa na defesa, conservação e restauração da vegetação nativa da Mata Atlântica.

    Os que dedicaram sua manhã de sábado nessa ação não poderiam estar mais empolgados, resultando em inúmeras trocas de conhecimento, de sorrisos e na visível melhoria das áreas no fim do mutirão.

     

    Crianças trabalhando no canteiro de ervas medicinais. Fotógrafo: Allisson Jhonatan Gomes Castro

     

    Estudante fazendo o plantio de uma espécie nativa. Fotógrafo: Allisson Jhonatan Gomes Castro


  • Grupo de Estudos – Uso Público

    Publicado em 25/06/2019 às 14:18

    O Observatório de Áreas Protegidas informa que o próximo encontro do Grupo de Estudos de Uso Público em Unidades de Conservação: Trilhas e Interpretação Ambiental ocorrerá na Trilha da Lagoinha do Leste, no dia 01/07 às 13h30.

    Os participantes devem se encontrar na entrada da trilha (no lado do Pântano do Sul). O percurso deve ser iniciado às 13h30.

    Para informações contatar o Observa ou diretamente a Profª Talita Góes.

     


  • Membros do OBSERVA oferecem minicurso na 40ª SEMAGEO

    Publicado em 11/06/2019 às 16:35

    Membros do OBSERVA oferecem minicurso na 40ª SEMAGEO:

    Áreas Protegidas e a Proteção da Biodiversidade

    Nos dias 29 e 30 de maio, durante a 40ª Semana da Geografia – SEMAGEO, foi realizado um minicurso ministrado pela geógrafa e doutoranda Talita Góes, o  biólogo e doutorando Tadeu Maia e o graduando Yan Zechner.
    No primeiro dia de minicurso , tivemos a participação de 12 pessoas. Iniciamos a manhã com uma aula teórica ministrada por Talita e Yan sobre Unidades de Conservação (UC), fragmentação e conectividades com ênfase nas UCs e corredores ecológicos na Ilha de Santa Catarina.

    Doutorando Tadeu no segundo dia do minicurso, no LAAm.

    Doutorando Tadeu no segundo dia do minicurso, no LAAm. Foto: Tadeu Maia

    No período da tarde , o grupo se deslocou para o Parque Natural Municipal do Morro da Cruz (PANAMC)  para uma atividade de campo , onde a doutoranda e o graduando trabalharam alguns conceitos na prática, podendo assim visualizar do alto do Maciço do Morro da Cruz a urbanização do distrito sede de Florianópolis e as áreas adjacentes. Um dos destaques na observação foram as unidades de conservação no entorno do maciço, em especial  na bacia do Rio Itacorubi, além de caminhar e aprender mais sobre o PANAMC e a vegetação de Mata Atlântica em duas trilhas na sede do Parque,finalizando com um por do sol sobre a cidade.

    No segundo dia do minicurso, com a presença de Tadeu, discutiu-se a gestão da

    Vista do por-do-sol entre nuvens, em um mirante do Parque voltado à Baía Norte. Foto: Yan Zechner.

    Vista do por-do-sol entre nuvens, em um mirante do Parque voltado à Baía Norte. Foto: Yan Zechner.

    biodiversidade, além da apresentação de parâmetros técnicos para interpretação de instrumentos normativos ligados a espaços territoriais protegidos. Foram também realizadas três discussões embasadas em dados recentes trazidos por autores renomados: 1) Indicadores do sexto evento de extinção em massa (Gerardo Ceballios, 2015; 2017; 2018) Biodiversidade porque importa? (Bráulio dias, 2017); Quanto vale o verde? (Carlos Young e Rodrigo Medeiros, 2018). Finalmente foram apresentadas interpretações de lacunas técnicas e definições dos conceitos de APP de nascentes e olhos d´água, margem de rios, vegetação de restinga e áreas de manguezais, apicuns e salgados.

     

    Abaixo algumas fotos da atividade em campo

    Aula em campo com a doutoranda Talita, debaixo da cruz que marca o nome do Morro da Cruz

    Aula em campo com a doutoranda Talita. Foto: Yan Zechner.

     

    Vista da Grande Florianópolis no mirante do Morro da Cruz, centralizando nas áreas central e continental, com as 2 baías aparecendo nas laterais.

    Vista da Grande Florianópolis no mirante do Morro da Cruz. Foto: Yan Zechner

     

    Foto do grupo que participou do minicurso, junto aos ministrantes. Tirada no mirante.

    Foto do grupo que participou do minicurso, junto aos ministrantes. Foto: Yan Zechner.

     

    Observação da Bacia do Rio Itacorubi, desde o morro da Lagoa até a foz dentro do Manguezal.

    Observação da Bacia do Rio Itacorubi. Foto: Yan Zechner.


  • Convite para 1ª Conferência de Educação Ambiental de Florianópolis/2019

    Publicado em 17/05/2019 às 13:27


  • Convite para a Semana do Meio Ambiente da UFSC

    Publicado em 17/05/2019 às 11:16

    As inscrições para a Semana do Meio Ambiente da UFSC estão abertas!

    A Semana do Meio Ambiente da UFSC é um evento anual organizado pela Coordenadoria de Gestão Ambiental, em conjunto com a Sala Verde. Este ano, ocorre entre os dias 1º e 8 de junho, no Campus Trindade. Seu objetivo é promover a sustentabilidade por meio de palestras, oficinas, visitas técnicas, exibição de filmes, mutirões de limpeza e plantio de árvores, apresentações artísticas, entre outros. As atividades são gratuitas e abertas a toda a comunidade.

    Nas mesas redondas desta edição as temáticas abordadas serão: “O Impacto do consumo da carne no Meio Ambiente”, “Flexibilização do Licenciamento Ambiental: uma análise crítica” e “Perspectivas Ambientais para o Brasil”, com a participação de  reconhecidos palestrantes.

    Todas as atividades do evento, que solicitam inscrições, dão direito à certificado de horas complementares. As demais atividades são de acesso livre. Não perca essa oportunidade! Inscreva-se pelos links abaixo. Vagas limitadas.

     Inscrições Mesas Redondas – https://bit.ly/2YceZJE

     Inscrições Visitas Técnicas – https://bit.ly/2Jb1Gpl

    → Inscrições Oficinas – https://bit.ly/2J9Shyn

     Inscrições Outras Atividades – https://bit.ly/2WxAPac

    → Inscrições Ecoday – http://bit.ly/2VEBsSQ

    Em anexo segue a programação completa do evento. Para saber mais sobre as atividades e palestrantes, acesse o link.

    Junte-se a nós! Vamos fazer a nossa parte para mudar o mundo!

    Coordenadoria de Gestão Ambiental 
    Gabinete da Reitoria
    Universidade Federal de Santa Catarina
    CGA/GR/UFSC
    Contato: (48) 3721-4202/(48)3721-4227/(48)3721-4228/(48)3721-6103/(48)3721-6104
    http://gestaoambiental.ufsc.br/
    Ajude a reduzir o consumo de papel. Antes de imprimir, pense no seu compromisso com o MEIO AMBIENTE! Mas, se for imprimir, use a EcoFont www.agu.gov.br/ecofont !
    
    

  • Dia 15 de maio em Defesa da Universidade Pública

    Publicado em 13/05/2019 às 13:27

    Prezad@s,

    Neste dia 15 de maio haverá manifestações, palestras públicas, a ciências irá a praça!

    Vamos dialogar com a comunidade sobre a função e a importância da Universidade Pública, gratuita e de qualidade.

    Venha participar dos atos em sua cidade, mesmo que não tenha universidade em sua cidade, veja a programação com as Escolas!

    Dialogar sobre a Educação é direito e dever de todo o cidadão!


  • Observa discute a Estrada Parque

    Publicado em 07/05/2019 às 17:10

    Em matéria do Notícias da UFSC, da jornalista Daniela Caniçali/Jornalista da Agecom/UFSC,  aponta os problemas e as possíveis soluções quanto a construção de uma estrada no norte da Ilha de Santa Catarina. O OBSERVA através dos professores Orlando Ferretti e José Salatiel foram entrevistados na matéria.

    Veja em https://noticias.ufsc.br/2019/05/pesquisadores-da-ufsc-apoiam-projeto-de-estrada-ecologica-em-florianopolis/

     


  • Minicurso na 40ª SEMAGEO/UFSC

    Publicado em 07/05/2019 às 10:01

    O OBSERVA participará da 40ª Semana de Geografia da Universidade Federal de Santa Catarina, oferecendo um Minicurso de 2 dias, com 12 horas de atividade.

    Segue abaixo dados do minicurso.

    MINICURSO (5) – 2 Dias 

    ÁREAS PROTEGIDAS E A PROTEÇÃO DA BIODIVERSIDADE

    Carga Horária (12 horas)

    Número de Participantes: 15

     

    1º DIA –Quarta-Feira

    Data: 29/05

    Horário: 8h – 10h e 14h – 18h.

    Local: Laboratório de Análise Ambiental e no Parque Natural Municipal do Morro da Cruz.

    Título: Áreas Protegidas, Fragmentação e Conexões na Paisagem da Ilha de Santa Catarina.

    Objetivos: Apresentar os conceitos de Áreas Protegidas, abrangendo as Unidades de Conservação e o SNUC, destacando as UCs da Ilha. Apresentar os fragmentos de Floresta Atlântica na Ilha de Santa Catarina. Discutir as possibilidades de conectividade das ilhas de preservação.

    Ministrantes:

    – Prof. Dr. Orlando Ferretti. Geógrafo, doutor em Geografia/UFSC. Professor do Departamento de Geociências/UFSC, Coordenador do Grupo de Pesquisa Observatório de Áreas Protegidas/UFSC.

    – Profª Me. Talita Góes. Geógrafa, mestre em Geografia/UFSC e doutoranda em Geografia na UFSC, pesquisadora do Grupo de Pesquisa Observatório de Áreas Protegidas/UFSC.

    – Acadêmico  Yan Ewald Zechner. Estudante Geografia, UFSC, bolsista de projeto de Extensão/UFSC no Grupo de Pesquisa Observatório de Áreas Protegidas/UFSC.

    2º DIA – Quintata Feira

    Data: 30/05

    Horário: 8h – 10h e 14h – 18h.

    Local: Laboratório de Análise Ambiental

    Título: Gestão da biodiversidade: desafios e instrumentos político-administrativos.

    Objetivos: apresentar o histórico e desafios para a consolidação de instrumentos político-administrativos nos espaços territoriais especialmente protegidos no Brasil. Apresentando componentes da diversidade biológica e a relação entre os elevados índices de perturbação e fragmentação de ecossistemas. Observar a importância econômica da biodiversidade com vistas à valorização de serviços ecossistêmicos em áreas protegidas. Discutir o histórico e lacunas dos instrumentos legais aplicados aos espaços territoriais especialmente protegidos no Brasil.

    Ministrantes:

    – Prof. Dr. Orlando Ferretti. Geógrafo, doutor em Geografia/UFSC. Professor do Departamento de Geociências/UFSC, Coordenador do Grupo de Pesquisa Observatório de Áreas Protegidas/UFSC.

    – Prof. Me. Tadeu Maia. Biólogo, mestre em Engenharia Ambiental pela UFSC e doutorando em Eng. Ambiental/UFSC, pesquisador do Grupo de Pesquisa Observatório de Áreas Protegidas/UFSC.

    ***

     

     

    INSCRIÇÕES DEVEM SER FEITAS NO SITE DO EVENTO


  • Atividades de ensino no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro

    Publicado em 04/05/2019 às 18:00

    No dia 16 de abril a turma de Análise Ambiental II, do curso de Geografia (com estudantes de Geografia e Geologia), fez uma atividade de campo no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro (PAEST).

    O objetivo do campo foi o reconhecimento de parte da área da UC, em especial a planície costeira formada pelos cordões arenosos na baixada do Maciambú, e o promontório da Guarda do Embaú – Pinheira.

    O acompanhamento do grupo foi feito pelo Prof. Dr. Orlando Ferretti, professor da disciplina e pelo Prof. Dr. Luiz Henrique Fragoas Pimenta, profissional que atua em programas no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro.

    As fotografias são do prof. Orlando Ferretti.

    Luiz Pimenta orientando os trabalhos no Centro de Visitantes do PAEST.

    Luiz Pimenta orientando os trabalhos no espaço de Educação Ambiental do Centro de Visitantes do PAEST.

    Grupo de estudantes participantes do trabalho de campo.                      Luiz Pimenta apresentando a praia da Guarda aos estudantes.

     

    Capivara morta por grupo de cães na praia da Guarda.

    As capivaras ocupam toda a área de planície costeira, e sua população tem aumentado. O problema é que há muitos cães que são largados dentro da UC.

    Vale da Utopia e grupo de estudantes , Yan (a esquerda),  Alexia, Márcio e Tiago. Ao fundo é possível ver a Ilha de Santa Catarina.

    Luiz Pimenta ao lado de uma placa que indica as espécies que existem no PAEST. Trata-se de uma placa de 1979.