Observatório de Áreas Protegidas – OBSERVA
  • Observatório de Áreas Protegidas nos Estudos Acadêmicos

    Publicado em 21/03/2018 às 10:57

    O Observatório é uma iniciativa de um espaço de pesquisa, ensino e extensão que responda as necessidades de estudar as áreas protegidas, elaborando propostas e impulsionando medidas de proteção, de gestão e de ordenamento, tendo por base a sustentabilidade socioambiental.

    Congrega pesquisadores das mais diversas áreas do conhecimento.

    Pontua questões referentes as unidades de conservação, as áreas indígenas, áreas quilombolas, áreas verdes em espaços urbanos, reserva legal, áreas de preservação permanente e outros espaços protegidos por lei(s).

    Busca dialogar diretamente com instituições públicas que são gestores, efetuam pesquisa e/ou são co-responsáveis pelas áreas protegidas. Dialoga também com instituições, ONGs e outras organizações da sociedade civil.

    Pretende-se que seja um importante ponto de referência para a investigação científica e técnica, confluindo a investigação, proposições e criando experiências práticas sobre o território catarinense.

     


  • Por que o Amapá está no escuro?

    Publicado em 20/11/2020 às 15:29

    OU NO ESCURO ESTAMOS NÓS???


  • Quer conhecer as Unidades de Conservação no Brasil?

    Publicado em 19/11/2020 às 16:13

    Na web um dos melhores mecanismos para ter informações sobre uma Unidade de Conservação é o SAMGe – SISTEMA DE ANÁLISE E MONITORAMENTO DE GESTÃO, trata-se de uma ferramenta de análise e monitoramento de gestão das unidades de conservação, de aplicação rápida e resultados imediatos. Foi criada no ICMBio em 2016 e desde então tem sido modificada para melhorar a interface com os gestores, conselho gestor, pesquisadores e interessados em informações e dados sobre as Unidades de Conservação.

    http://samge.icmbio.gov.br/

    Acesse, confira, conheça!


  • Curso para iniciantes

    Publicado em 16/11/2020 às 08:23

    O Observatório de Áreas Protegidas através de seus pesquisadores, oferece o curso Introdutório de Áreas Protegidas.

    O curso acontece nos dias 24/11/20; 26/11/20; 01/12/20; 03/12/20; 08/12/20; 10/12/20. Início: 14h; Duração: 2 horas.

    CURSO JÁ ESTÁ LOTADO. Pedimos desculpas, mas superou nossas expectativas. O que é muito bom, é claro.

    As inscrições homologadas receberão e-mail com as informações sobre acesso às aulas, bem como a lista de leituras obrigatórias e referências bibliográficas utilizadas no curso.

    Dúvidas? Entre em contato com observatorioap@contato.ufsc.br

    Para mais informações acesse o Curso introdutório áreas protegidas_Observa_2020


  • Site Observa em Detalhes

    Publicado em 15/10/2020 às 14:01

    O Projeto de Pesquisa e Extensão Design Verde, do curso de Design da Universidade Federal de Santa Catarina, projetou uma exposição multimídia em parceria com o Observatório de Áreas Protegidas sobre algumas Unidades de Conservação de Florianópolis. A exposição é itinerante e educativa e está em circulação entre as escolas de ensino público da cidade neste ano. Na etapa de construção da exposição, realizamos saídas de campo nas Unidades de Conservação para coleta de imagens, vídeos e sons. Também projetamos expositores para dispor o conteúdo pelo espaço e desenvolvemos um mapa da cidade impresso por uma impressora 3D, em parceria com o Laboratório Pronto 3D da UFSC e o estudante de Design Artur Balthazar.

    Veja a página https://www.observaemdetalhes.com/

    Vídeo com detalhes do Observa em Detalhes

     

     

     


  • Livro Áreas Protegidas

    Publicado em 15/10/2020 às 09:38

    O Livro Áreas Protegidas: experiências de pesquisa e extensão no Sul do Brasil foi lançado agora em outubro pela Edições do Bosque do CFH/UFSC, trata-se de uma obra que dialoga com projetos realizados na última década e que tem impacto na pesquisa e extensão de Universidades Brasileiras.

    Pode ser acessado em https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/212718

    O tema unidades de conservação é por demais complexo e os artigos desse livro ecoam parte dessa complexidade. Esperamos que você possa compreender a organização social para os Caminhos Trilhados na Concepção, Criação e Implementação de uma Unidade de Conservação Municipal: a Área de Proteção Ambiental – Apa da Lagoa Verde – Rio Grande, RS, artigo de Carla Valeria Leonini Crivellaro, Werner Hartmann Spotorno, Kamila Debian Victor e Maria Carolina Contato Weigert. Ou ainda, conhecer os Desafios da Gestão Participativa e da Negociação de Conflitos Socioambientais na Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca, Santa Catarina, Brasil, de Laura Dias Prestes, Nelson Luiz Sambaqui Gruber e Luis Fernando Carvalho Perello. Ambos os trabalhos fruto da participação efetiva de pesquisadores com as comunidades e o diálogo com a gestão de áreas protegidas. Buscando fortalecer o debate sobre a sustentabilidade Carla Valeria Leonini Crivellaro, Renato Visintainer Carvalho e Kleber Grübel da Silva escreveram o artigo Taim, Banhado de Vida: Ações Sustentáveis no Entorno da Estação Ecológica do Taim, RS.

    Em um olhar sobre a paisagem com a construção de dados quantitativos sobre as áreas protegidas, Orlando Ferretti (este que vos escreve) pesquisou os espaços de natureza protegida no artigo baseado em sua tese,  Gestão e Vulnerabilidade das Áreas Protegidas na Ilha de Santa Catarina, Florianópolis, BrasilA pesquisadora Talita Laura Góes aprofunda a discussão levantada por Ferretti no artigo Corredores Ecológicos na Ilha de Santa Catarina, aproximando mais a escala de análise. Ainda no estado de Santa Catarina, mas na parte continental, Fabrício Basilio de Almeida busca apresentar os Aspectos Biogeográficos do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro: da Distribuição das Espécies de Aves Ameaçadas de Extinção ao Estado de Conservação de Seus Habitats.

    Já o pesquisador Washington Luiz dos Santos Ferreira busca apresentar as Estratégias Alternativas para a Gestão de Unidades de Conservação: Estudo de Caso do Parque Nacional da Lagoa do Peixe, RS. Tema que Júlio Cesar da Silva Stelmach e Márcia dos Santos Ramos Berreta também dialogam com o artigo A Trajetória dos Gestores Ambientais em Unidades de Conservação Estaduais. Washington Luiz dos Santos Ferreira volta a temática, mas dialogando sobre sustentabilidade e conservação da biodiversidade no texto Conflitos Socioambientais entre Áreas Protegidas e Atividade Pesqueira no “Albardão”, Extremo Sul do Brasil.

    E por fim, o texto de Samir Alexandre Rocha Parque Municipal Morro do Finder, a Paisagem e suas Imbricações: um Estudo Pautado na Geografia Humanista, dialoga com a percepção da paisagem em um fragmento de habitat inserido na paisagem urbana na cidade industrial de Joinville, SC. 

    Que a leitura deste livro possa ajudar a pensar novas possibilidades de áreas protegidas e na sustentabilidade de fato do ambiente, mesmo que, os tempos sejam difíceis é preciso perseverar, fazer pesquisa, atuar, ir de encontro a realidade.

     


  • Contribua com a consulta pública para Plano de Manejo de UC em Joinville, SC

    Publicado em 29/09/2020 às 13:10

    Quando: de 18/09 a 02/10/2020

    Onde: Site da prefeitura (meio digital)

    Acesso: www.joinville.sc.gov.br/eventos/consulta-publica-revisao-plano-manejo-arie-morro-boa-vista-2020/

    Consulta Pública: Revisão do Plano de Manejo da Área de Relevante Interesse Ecológico (ARIE) do Morro do Boa Vista, 18/09/2020 a 02/10/2020


  • Resultado seleção bolsa PIBIC projeto Bosque

    Publicado em 14/09/2020 às 12:22

    Segue o resultado da seleção de bolsista PIBIC, Projeto Qualidade Ambiental do Fragmento de Habitat do Bosque do Centro de Filosofia e Ciências Humanas, coordenado pelo prof. Dr Orlando Ferretti.

    Trata-se de uma vaga aberta para seleção de bolsista de iniciação científica (IC/CNPq/UFSC). A bolsa tem valor de R$ 400,00, com validade até julho de 2021.

    Os estudantes participantes do processo seletivo enviaram histórico escolar e uma carta de interesse em participar do projeto.

     

    A seleção levou em conta: IAA, o histórico nas disciplinas da Geografia Física, a carta de interesse em participar do projeto.

     

    O resultado final está na ordem de classificação:

    1. Jonas Ambrósio Hamud. Matrícula 17104262 . 7ª fase.

    2. Felipe Motta Porcher. Matricula 18203128. 4ª fase.

    3. Nivaldo de Oliveira Lima. Matricula 18201003. 4ª fase.

    4. Pietra Luiza do Rosario Porto. Matricula 17104612.

    5. Giorgio Gallotti. Matricula 14201680.

    6. Stefany Guerra Pigao. Matricula : 16103456.

    7. Lucas Kienen Gerlinger. Matricula 17103692.

     

    O primeiro colocado tem que indicar sua participação no projeto até terça-feira dia 15 de setembro no seu currículo lattes (resumo, coordenador etc) e contatar o coordenador para preenchimento de documentação relativa a bolsa e ao projeto.


  • Ofidismo em Santa Catarina

    Publicado em 06/08/2020 às 13:59

    O trabalho Ofidismo em Santa Catarina:  identificação, prevenção de acidentes e primeiros socorros, coordenado pelo prof. Dr. SELVINO NECKEL DE OLIVEIRA está online.

    O documento é digital.

    Acesso pelo link: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/208747/Ofidismo%20em%20Santa%20Catarina.pdf?sequence=3&isAllowed=y


  • Convite para o próximo Diálogos da Conservação

    Publicado em 27/07/2020 às 12:12

    O próximo Diálogos da Conservação terá como tema “Da Baía ao Canal: um bate-papo sobre a Baía da Babitonga e Canal do Linguado”. Para falar sobre o assunto, convidamos o biólogo e professor Dr. Claudio Rudolfo Tureck, da Universidade da Região de Joinville. A mediadora será a bióloga e doutoranda Giully de Oliveira Batalha Silva (PPGPlan/UDESC, pesquisadora do Observa).
    Quando? 30/07/2020 (quinta-feira), 

    às 19h 

    no canal do youtube do Observa: https://youtu.be/ZhW8YdOGyKs

     

    Participe com suas dúvidas e comentários.

  • Convite para live do OBSERVA na quinta-feira dia 18, 19h.

    Publicado em 17/06/2020 às 14:11

    O Observatório de Áreas Protegidas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) promove nesta quinta-feira, 18 de junho, a live Incêndios em áreas protegidas e seus impactos, que faz parte da série de evento Diálogos da Conservação. A atividade ocorre às 19h no link https://youtu.be/5RSYTgzK3OA

    Os convidados são o geógrafo e pesquisador do Observa Dr. Luiz Pimenta, coordenador do Centro de Visitantes do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro – Paest, e o oceanógrafo e Me. Carlos Cassini, coordenador do Paest. A mediação será feita por Lindberg Nascimento Junior, professor do curso de Geografia da UFSC e pesquisador do Observatório de Áreas Protegidas.

    Live aborda os incêndios em áreas protegidas e seus impactos